Exit

É chocante para todos verem as ruínas de uma cidade atingida pela guerra, todavia, existem outras ruínas, muitas vezes invisíveis, mas que são muito mais chocantes que as primeiras

Economicamente, fisicamente, sentimentalmente, emocionalmente, familiarmente… infelizmente, são milhões as pessoas que têm a sua existência em ruínas, isto quando o Senhor Jesus já pagou o preço para que as suas vidas fossem reconstruídas, libertas, perdoadas e salvas.

Ele levou sobre Si as nossas injustiças, as nossas dores, as nossas ruínas, para que hoje vencessemos o pecado, a morte! Mas, por causa da desobediência à Palavra de Deus, da ignorância, da acomodação e de muitos não terem tido a oportunidade de buscar a Deus de forma bíblica, a sua vida, ainda, se encontra em ruínas…

Por isso, não podemos ou devemos ficar indiferentes! Não existe nada pior do que ver um ser humano, uma pessoa que foi feita à Imagem de Deus, que tem olhos, ouvidos, boca, pés… tem um corpo… mas se econtra com a semelhança do mal e por isso está viciado, doente, deprimido, pobre, amaldiçoado, amargurado, infeliz!

Não existe nada pior ou mais triste do que ver uma pessoa que se diz filho de Deus, sendo escravizada ou destruída pelo mal, quando o Senhor Jesus já deu a Sua Vida por ela na cruz… não, meu amigo, definitivamente, não podemos ficar indiferentes!

Por isso se esforce para está na Universal todos os Domingos e Quartas-feiras nós estaremos aqui na Catedral da Fé, para ajuda-los…

Av. João Dias 1800
Santo Amaro,
Zona Sul de São Paulo

Deus é contigo, e eu também!

Bjf

Deixa o seu comentário

2 comentários

  1. Comment by Daniele

    Daniele Responder 4 de Maio 2017 as 13:38

    Poxa bispo, isso realmente é a mais pura verdade. lembro-me de quando evangelizo e muitas sao as pessoas que se encontram com suas vidas destruídas mesmo assim o coração duro e a mente perversa nao as deixa ir ate o local onde encontraram o Alimento Verdadeiro

  2. Comment by Tayane

    Tayane Responder 3 de Maio 2017 as 12:48

    Bom dia bispo, é verdade.

Close
Go top