Exit

Quando você sente uma dor ou um mal-estar e não trata ou não procura diagnosticar a razão, qual é a tendência?

Com certeza muitos já passaram por isso ou já viram acontecer com alguém. Começa por uma dor incomodativa… primeiro só dói de vez em quando… tornando-se mais frequente… com o passar do tempo, você só consegue pensar naquela dor que não passa. Se não a tratar, o que acontece? Pode evoluir para uma doença ou até mesmo para algo mais grave.

A dor é um dos sinais de que algo no nosso corpo está errado. E, se diante de um especialista, você não é sincero e fala os sintomas que tem… terá como o especialista, por mais experiente, capaz e profissional que seja, lhe ajudar? Ainda que a medicina esteja cada vez mais avançada, será possível fazer alguma coisa para o ajudar se você não for sincero? Pois bem, o mesmo sucede com as enfermidades da fé!

“O espírito do homem susterá a sua enfermidade, mas ao espírito abatido, quem o suportará?” (Provérbios 18.14)

O espírito do ser humano é o seu intelecto, a razão e é no mesmo que se exprime a fé. Quando o espírito do homem está bem, há como ele ser sustentado, mas, se o espírito estiver abatido, como diz o versículo: “quem o suportará”?

Sabe qual é a primeira característica de uma pessoa enferma na fé? Ela vê tudo com maus olhos! Tudo aos seus olhos está mal: ela mesma, os outros e as circunstâncias! E para você ter uma ideia da seriedade de uma pessoa com a sua fé enferma, é que ela vai-se alastrando para outras áreas da vida, ou seja, tudo o resto vai sendo afetado, mesmo ela crendo em Deus.

Por exemplo, a pessoa vai à igreja e escuta a Palavra de Deus, mas, se a fé dela estiver contaminada pela dúvida, malícia, ansiedade, egoísmo, orgulho… ou seja, se o espírito dela estiver enfermo, quem a suportará? Absolutamente ninguém! E, consequentemente, todas as áreas da vida dela serão igualmente afetadas. O Senhor Jesus deixou claro: “O Meu justo viverá pela fé!”.

Porém, quando a pessoa tem a sua fé enferma, ela vê tudo negativo, a sua fé torna-se negativa e ela se compara não com a Palavra de Deus e sim com o seu passado, aceitando as críticas dos outros, como se da Voz de Deus se tratasse. A opinião dos outros lhe importa mais que os Mandamentos e Promessas de Deus.

Por outro lado, quando a sua fé está bem, positiva e dando frutos, você não liga para às vozes alheias, às calúnias ou injustiças… pois, mesmo diante disso tudo, você permanece justo, fiel, provando, assim, a força da sua fé.

“Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas.” (Romanos 14.1)

A dúvida é o primeiro sintoma de quem está enfermo na fé. Por isso, não entre em contendas ou discussões sobre a Palavra de Deus… se você está enfermo, procure fortalecer a sua fé, procurando, assim, a ajuda do homem de Deus,mas, se você está forte, cuide para que não caia, fortalecendo e protegendo a sua fé através da meditação e pratica da Palavra de Deus!

Há Reuniões e atividades muito importantes para fortalecer a sua fé… como a sua participação aos Domingos, Quartas e Sextas-feiras. Ouvir a Mensagem do Bispo Macedo diariamente pela Rádio, visitando o seu blog… acompanhado-o pelo Facebook. Dando o seu testemunho nas Reuniões, Rádio, Televisão quando solicitado.

Deus é contigo, e eu também!

Bjf

Deixa o seu comentário

Close
Go top