Mensagens

A fome da alma

17 de Setembro 2010

A fome da alma

O que é a alma?

É a sua personalidade, ego e emoções. A essência da necessidade da alma é:

(1º) amar e sentir-se amada. A necessidade de amar e ser amado não é incomum para nenhum ser humano. “Nenhum homem é uma ilha” diz o provérbio. Não fomos feitos para viver uma vida de solidão. A nossa alma precisa de ter uma boa relação com outras pessoas – família, amigos, colegas e todos aqueles com quem venhamos a manter contacto. E mais importante ainda, a necessidade de encontrar “a sua alma gémea” ou “a sua metade” – um companheiro para compartilhar a sua vida.

Mas, devido à dureza dos corações das pessoas, desenvolver uma boa relação com os outros tornou-se uma grande dificuldade. Não precisamos de falar de guerras, crimes e a exploração dos pobres pelos “poderosos”. Serão estas coisas surpreendentes quando há guerras, crimes, abuso e violência doméstica dentro das próprias casas? O mundo é um reflexo do que as pessoas são dentro de si (alma). A sociedade reflecte o estado da própria família. E a situação familiar depende do casal que começou a família, isto é, o casamento. E é precisamente esta a raiz do problema.

O casamento tem sido praticado como uma instituição ou um ritual religioso. Por isso é que tem sido ridicularizado, desconsiderado e tomado como algo sem responsabilidade. Hoje em dia, as pessoas casam-se e divorciam-se como se eles estivessem a trocar de camisa. Para não mencionar aqueles que pensam e pior defendem a ideia de que não precisam de casar para serem felizes e a lista continua.

O que a alimenta?

A segunda necessidade para a alma é de encontrar o sucesso nas realizações pessoais. A psicologia chama-a de “realização pessoal” – a necessidade de desenvolver plenamente o seu potencial, conquistar algo com a sua vida, ser o melhor que possa. Há aqueles que não fazem uso dessa inteligência e acabam por perseguir isso à custa de relações sentimentais, ou seja, eles dedicam-se inteiramente ao trabalho e aos estudos, esquecendo-se do seu companheiro, da sua família, amigos, Igreja e da vida sentimental (namorada). Outros encontram nesta procura uma maneira de manter as suas mentes desligadas da solidão e preocupações emocionais.

É de importância fundamental o equilíbrio e saber como satisfazer as necessidades do espírito, alma e corpo. Agora, você pode começar a entender por que é que tantas pessoas se esforçam para serem felizes e não conseguem. Quantas pessoas hoje em dia você pode encontrar que realmente estejam a suprir as necessidades de alma?

Para onde vai a alma?

A alma não termina, deteriora-se ou evapora, ela é eterna. E só poderá estar de um dos dois lados da eternidade.

Com excepção do Espírito, que independentemente de a pessoa ter sido boa ou má, quando você morre vai para Deus (Lucas 16).

O seu servo em Cristo, Bp. Júlio Freitas

Anterior

100%

Seguinte

A um deus desconhecido


2 comments
  1. Irani Caetano

    Não podemos esquecer que mesmo satisfazendo a minha alma prestarei contas diante de Deus e dos homens pelas atitudes boas ou más.

  2. FERNANDA

    Por muitos anos minha alma sentiu fome, e não existe nada pior do que isto. Hoje alimento corretamente todos o dias e a alegria é inexplicável.

Deixe um comentário

Responder a Irani Caetano Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.