Mensagens

O poder do VERBO

7 de Agosto 2012

O poder do VERBO

[audio:/opoderdoverbo.mp3]

Viva, ativa, proativa, reativa, atuante… este é o poder do verbo, o núcleo da frase que designa a ação, um processo ou um estado…

Na versão em língua inglesa podemos ler: “No princípio era a palavra”, mas é na Bíblia, em português, que encontramos uma tradução ainda melhor, pois ela diz: “No princípio era o Verbo” (João 1.1)

No Dicionário de Língua Portuguesa, a definição de verbo é: “A palavra que designa uma ação, um processo ou um estado…”. Como podemos ver, nesta explicação não há nada que sugira emoções ou sentimentos.

Na verdade, a Bíblia diz: “a Palavra de Deus é viva e eficaz …” (Hebreus 4.12). Ou seja, a Palavra de Deus é como se tivesse uma identidade própria, ela tem vida em si mesma, é ativa, intensa, tem força e é eficaz, pois cumpre os objetivos pretendidos, é eficiente, apresentando a capacidade de produzir alguma coisa, de criar, aparentemente do nada.

Mas, por outro lado, o Verbo exige “ação”, obediência, porque é um Verbo e se agirmos sobre o mesmo, ele torna-se ativo nas nossas vidas. Quando vemos pessoas testemunhar serem nascidas de Deus e a vencer, estamos, na realidade, a ver a Palavra de Deus a agir na vida dessas pessoas que, por sua vez, agiram primeiramente sobre ela.

Como sabemos, a Bíblia consiste em dois campos distintos: os MANDAMENTOS e as PROMESSAS. Os Mandamentos são a minha parte da ação e as Promessas são a parte da ação de Deus. Mas, eu tenho que agir e obedecer aos Mandamentos, para que Deus possa agir e cumprir as Promessas. É Ação por Ação, ou seja, Obediência para Cumprimento.

Mas, como podemos esperar conhecer o Verbo e não fazer nada e ainda exigir que Deus faça alguma coisa? Então, podemos concluir que, se nada estiver a acontecer de todo na nossa vida, isso mostra que não temos agido sobre o Verbo, pois, quando agimos sobre o Verbo, não existe sequer uma possibilidade mínima de que algo venha a dar errado.

Bp. Joshua

Notas importantes:

1. O Dicionário de Língua Portuguesa também diz que VERBO é a palavra com a qual João, no seu evangelho, indica a segunda Pessoa da Santíssima Trindade, que se fez homem (Jesus Cristo).

2. Esta é uma afirmação incontestável, de que Jesus é Deus. O Verbo eterno, que era para ser feito homem (João 1.14), é Deus (e não apenas “um deus”, como alguns têm alegado) e é o mesmo Deus que criou o céu e a terra, pois estava presente desde o princípio (João 1.2).

3. João começou o seu Evangelho com as palavras: “No princípio…”. Obviamente, ele pretende começar com as mesmas palavras de Génesis, ou seja, com a criação. A sua finalidade explícita era de ganhar os leitores para Cristo, como Filho de Deus e Salvador (João 20.30-31). Ele percebeu a importância não só da crença anterior, relativamente à criação de todas as coisas por Deus, como da necessidade das pessoas conhecerem Jesus Cristo como o Criador, que sempre existiu e que possibilita uma ‘nova existência’.


2 comments
  1. Marijane

    O proprio Deus quer se espressar na nossa vida, para que o verbo de Deus tenha essa acao temos que mostra uma qualidade de fe, pra que o verbo Dele tenha acao completa em nós. Marijane

  2. Marta

    Cada dia é um novo ensinamento que lemos no blog, e sempre vem de encontro as nossas necessidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.