Mensagens

Ponha o preconceito de lado

22 de Setembro 2010

Ponha o preconceito de lado

Os inúmeros casos verídicos do Centro de Ajuda Espiritual têm provado para todos nós que vale a pena lutar pela família e haver um esforço da nossa parte para darmos às pessoas a oportunidade de se reconciliarem e superarem um vício, um trauma, um problema económico, alcançarem os seus objectivos e, desta forma, a nossa felicidade será completa.

No meu entender, é impossível que a pessoa goze de uma vida completa, realizada, sem que a família esteja unida, salva, guardada e protegida. Essa protecção somente Deus e mais ninguém pode proporcionar. Só Deus nos poderá livrar de ataques terroristas, doenças, momentos que poderão colocar em perigo o casamento, o relacionamento com os filhos ou com os irmãos, porque só Ele e mais ninguém conhece o seu coração e sabe o que você está a viver, a presenciar, a sentir.

Talvez você se pergunte: “todas as pessoas têm dificuldades na família?”. É verdade, no entanto, há pessoas que superam as suas dificuldades e outras não. Os que não superam são os que não buscam, não fazem a sua parte.

Existem pessoas que não têm ânimo para perdoar, orar, dar um bom exemplo, ajudar, influenciar para o bem e fazer aquilo que só você, como filho, pai ou irmão, membro desta família, pode fazer, que é interceder pelos seus familiares. E é por isso que muitas famílias não têm paz.

A falta de paz é um sinal de que neste casamento, nesta família, há falta de comunicação, de fidelidade e de respeito.

Coloque o preconceito de lado, a dúvida, as desculpas e busque a Deus. Com isto, não estou a dizer para ser um religioso, para mudar de religião, para ser perfeito, mas sim para buscar a Deus. Deus disse: “buscar-me-eis e me achareis” – quando se busca a Deus com sinceridade com humildade então, nós podemos encontrá-Lo e a nossa vida muda.

Deus referiu na Sua palavra – “eu bem sei os planos que eu estou a projectar para vós”.

Deus conhece os seus planos, Ele tem projectado o futuro brilhante, realizado, completo e feliz para si e para os seus. Diz o senhor: “Planos de paz e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.

O desejo de Deus é que você tenha uma família unida e que desfrute da família com esperança e com paz.

Talvez, amigo leitor, ao ler estas palavras se lembre que não está bem com um familiar seu ou com um seu conhecido. Isto acontece porque, infelizmente, tem havido a ausência de paz, a paz que nos traz o equilíbrio emocional. Deus o que tem projectado para a sua vida este ano, não é nada do que tem vivido, do que tem enfrentado e suportado.

Talvez o amigo leitor não tem vivido a vida, tem suportado a vida! Tem suportado alguém que ama, mas que não é correspondido, que respeita, mas que não é respeitado, que considera, mas que não é considerado, que ouve, mas não é escutado. Isso dói, como filho, pai, irmão, esposo ou cidadão. Mas Deus quer que tenha uma vida limpa, plana, livre de tudo aquilo que o impedia de desfrutar da vida.

A sua vida poderá ser de altos e baixos, mas Deus quer que a sua vida seja plana. O plano que Ele tem para si é de paz. Deus não quer que se depare com uma situação e não a supere.

Você poderá até perguntar: “Bispo, então, quem busca a Deus não tem dificuldades?”. Não, eu não disse isso, o que está escrito na Bíblia em Jeremias 29 – é que Deus não quer que você esteja de mal com a vida. Mas sim, que quando nós nos deparemos com dificuldades, situações difíceis, delicadas, com o mal consigamos vencer com o bem. Mas alguém dirá: “eu já faço o bem e só me fazem o mal”. Quando se busca a paz de Deus, então, se vence o mal com o bem. O bem sempre prevalecerá na vida daqueles que se sujeitam aos planos de Deus. Talvez, amigo leitor, você seja uma pessoa boa, porém, não se tem sujeitado às orientações, à Palavra de Deus e, por isso, é impedido de ter paz e, consequentemente, vencer o mal. E disse Deus: “para vos dar um futuro e uma esperança.

Veja se eu não tenho razão?

“…Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao Senhor; porque na sua paz vós tereis paz…” (Jeremias 29.7)

3


3 comments
  1. VÂNIA FJ ALMADA

    Temos que pôr o preconceito de lado. Talvez não estejamos bem com alguém da nossa família, talvez tenhamos uma vida destruída, mas Deus quer mudar todas essas situações. Quer nos dar uma vida maravilhosa, aos Seus olhos, nós passaremos por dificuldades, mas saberemos navegar com tudo isso, porque iremos buscar a paz no Senhor.

  2. Elsa Francisco

    Bispo concordo com o Senhor,"é impossível que a pessoa goze de uma vida completa, realizada, sem que a família esteja unida"! Mas par que isso aconteça é necessário fazermos a nossa parte,fazer uso da fé e buscar em Deus aquilo que está em falta em nossa familia. Deus conhece as nossas necessidades e está anos porpocionar a oportunidade,"A SEMANA DA CONSAGRAÇÃO DA FAMILIA."

  3. Giuliana Vignolo Macher

    Bom dia Bispo Júlio, É de facto uma importante lição na vida das pessoas e na minha ter o privilégio de poder conhecer a Deus e Sua palavra. A NOSSA ESPADA! TUDO MUDA! Esta manhã de Setembro de 2010, eu curvo a minha cabeça e dobro o meu joelho perante o Senhor Jesús, agradecendo todo o apoio recebido desde Setembro de 2006 até agora, e sei, eu CREIO!, que nunca mais andarei nas trevas, porque agora que conheço o Poder de Deus na minha vida, sei que N'Ele posso confiar totalmente para combater a dor com PAZ, a tristeza com PAZ, a indiferença com PAZ, as dificuldades que assolaram a minha vida em tantas áreas...com PAZ. Essa PAZ que a IURD trouxe à minha vida através dos ensinamentos e apoio já recebido, em todas as ocasiões que procurei e busquei ajuda, tendo sido "queimado" o que estava errado, e alcançado a PAZ e resultados que sabemos! Graças a Deus! Bispo Júlio, pode contar também comigo para dar testemunho da Obra de Deus na minha vida. E receba as minhas felicitações e agradecimentos por todo o trabalho que desenvolve, seguindo o trilho do Bispo Edir Macede. Muito obrigada! Na fé e na revolta, Giuliana Vignolo Macher

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.