Mensagens

Responda por si!

17 de Setembro 2010

Responda por si!

Quantas pessoas, no nosso meio, não têm a segurança da vitória? Muitas! Porquê? Porque o sacrifício é o único instrumento usado por Deus para trazer a segurança aos nossos corações de que Ele está connosco e a vitória será o resultado desta União. Inclusivamente, depois de admitir os seus pecados, derramar a água como oferta (que era algo de valor no momento), orar e jejuar, os inimigos continuam a ameaçar, atacar e a derrotar o povo de Deus até que Samuel ofereceu o melhor, um cordeiro de amamentação. Como? Completo! É isso mesmo, quantas pessoas estão no nosso meio, reconhecem os seus pecados, oram, jejuam, dão ofertas, não fazem mal a ninguém e até fazem ofertas especiais, mas ainda continuam derrotadas nesta vida? Muitas! Porque é que ainda não fizeram o voto de sacrifício, que é único. Só depois que Samuel fez o sacrifício total do Cordeiro, Deus derrotou os inimigos do povo. Nós temos a experiência de que depois que se sacrifica, recebe-se uma certeza, uma segurança e alegria muito grande nos nossos corações, que vêm do facto de realmente termos sacrificado. Foi o que aconteceu com o povo de Israel, ele não tinha a certeza e a vitória nas suas vidas, porque faziam ofertas especiais, mas não um sacrifício, até que Samuel o fez e Deus se manifestou poderosamente em favor do seu servo, que fez o que tinha de ser feito.

E você? Vai continuar a orar, a jejuar, a ofertar e a continuar derrotado? Até quando? Não posso responder por si, até ao dia em que você sacrifique o cordeiro completo!

A escolha é sua, como também a sua vida. A nossa parte, que é orientar, já a temos feito.

O seu servo em Cristo, Bp. Júlio Freitas


One comment
  1. VÂNIA FJ ALMADA

    Até quando vamos ficar só no que é devido? Temos que fazer o sobrenatural, fazer o infernos tremer e os Céus se abrirem e derramarem bênçãos sem fim. O sacrifício é total, então de que estamos à espera, é uma oportunidade que Deus nos dá.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.