Vídeos

Guerra interior (2ªparte)

21 de Outubro 2010

A quem você têm dado ouvidos?

Amanhã estarei postando o 3º vídeo. Deus é contigo e eu também!

[flv:http://www.juliofreitas.com/audio/adiretoria2.flv https://juliofreitas.com/wp-content/uploads/2010/10/filme2.jpg 400 300]


5 comments
  1. Giuliana Vignolo Macher

    Boa noite Bispo Júlio, De facto a questão está lançada quando a pergunta do Sr r Ray é formulada: "...quantos assasinatos têm de ser cometidos para se ser chamado de assasino?.." Essa é que é a questão, se errarmos uma só vez já somos o que fizemos! E se se infringe um Mandamento da Lei de Deus uma só vez...já se é pecador, mentiroso,ladrão, adúltero...e tudo aquilo que fazemos no mundo. Mas uma vez que entramos e entregamos a nossa vida a Deus, já não temos mais desculpas, porque sabemos o que nos é pedido...e a Sua Palavra invade a nossa vida, a nossa mente, a nossa consciência, a nossa emoção, o nosso coração, e a nossa memória anterior é substituída sem dor por uma nova cheia de vontade de agradar o Senhor Jesús, porque cada dia é a nossa meta, ou seja o sr vontade também se renda à Sua presença na nossa vida! Graças a Deus! Não devemos esquecer nunca o primeiro amor! Na fé e na revolta! G Vignolo M

  2. Irina Goma

    UAU!!! Muito forte vemos o lado da consciencia o quanto ela luta contra todos outros membros e sempre estando em desvantagem, pois os outros membros querem sempre mudar de assunto. Quando a consciencia acusa é sinal de que algo está errado! Muito Forte.

  3. Juliana

    Esse filme é muito bom, assisti ontem e gostei. Ele retrata exatamente os conflitos internos e como ocorre a guerra interior. Mas quando a luz entra... Não vou contar o resto. Assistam os outros videos. Deus abençoe!

  4. Fatima

    Muito bacana estes vídeos ilustra exactamente como é o conflito interior .

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.